terça-feira, 12 de junho de 2012

Tenho que admitir

Há dias que não são assim tão maus. Mas há outros, como hoje, em que me sinto um nojo, uma merda, a pessoa mais burra à face da terra. É sempre a parte psicológica que me dá mais luta. Esta ideia de "não vou conseguir", "nunca vou passar a isto", "se a minha vida dependesse disto já estava mais que morta". É com isto que luto a maior parte do tempo, e não com os livros, cadernos e apontamentos.

2 comentários:

Ju disse...

Minha querida, tu vais conseguir. Tu és uma lutadora. E, mais do que isso, uma vencedora. Sorri e aprende a ver a pessoa que eu vejo em ti. Porque aí, sim, estarás a ver-te da maneira correta! (:

Blackye disse...

Pois, eu também já passei por essa fase e realmente o que está na nossa cabeça é o pior. Isso terá que ser posto à parte, senão não se pensa em mais nada na altura do estudo.
Beijos